Postagens

Sete anos

Há quase sete anos, escrevi a minha última postagem aqui. Hoje,  em um dia frio na minha cidade, pensei em escrever e me lembrei desse blog que há muito não abria- sequer lembrava o nome- e imaginava que poderia fazer alguns anos que o havia iniciado- mas não sete! Lembro-me de que quando o comecei, estava numa fase delicada da minha vida, adolescência, no ensino médio ainda, tendo muitas dúvidas, medos e incompreensões, ainda algumas compreensões que, hoje, penso como poderia entender as coisas assim.  A gente muda, e como muda. As coisas mudam. Nos mudam.                      Há quase sete anos eu não era vegetariana. Não meditava, sequer conhecia a Filosofia Budista. Tinha ideias medrosas e radicais acerca do amor. Não entendia o significado de feminismo. E o quanto o Patriarcalismo influencia nossa vida e nos subjuga. Abri minha mente e aderi a novas ideias, excluindo preconceitos e medos. Alguns medos ainda estão aqui. Mas a diferença hoje é que tento os traba…

A vida dos outros

Às vezes fico me perguntando, por que há pessoas que gostam de se meter na vida dos outros?  Pensam somente como elas acham ser o certo, o bom.  E usam a "régua da felicidade" própria para julgar se somos ou não somos felizes. Eu acho que as pessoas deviam viver suas vidas e não querer dar opinião aos supostos "amigos", pois quem não respeita os gostos, o jeito de pensar, de agir do outro, não pode ser chamado de amigo. Eu tenho sérias dúvidas se essas pessoas são realmente felizes, ficar se preocupando com a vida de outrem, o que faz o que deixa de fazer, só para talvez tentar adequar a vida deste à sua irreal felicidade. Cada um que faça o que quiser da vida, sonhe, brinque, grite, ame, se divirta,mas do seu jeito, não do jeito do outro. Seja verdadeiro consigo, em paz com sua consciência e com seu coração, seja verdadeiro com os outros, sendo sincero e respeitando também o modo de ser alheio. Sinceridade, mesmo que fira, é o melhor caminho. Quer coisa pior que u…

Aleatoriedades

Esses tempos dei uma olhada num livro   sobre  a aleatoriedade da vida. E achei muito interessante algo que li nele. Dizia assim: que um homem ganhou na loteria pois havia sonhado 7 vezes com o numero 7...e raciocinou...7 X 7 = 48..jogou as combinações e ganhou...Bom, 7 X 7 é 49, mas isso é só um detalhe..asuhasuhauhs achei legal como em nossa vida mesmo a gente às vezes errando acaba ganhando o que deve ser nosso. Mesmo tropeçando nós crescemos, cada tropeço é como se fosse um degrau que subimos, pois aprendemos com eles. Então eu realmente pensei que tudo que passamos tem um fim útil, e com certeza quando erramos é para acertar no fim. Bom, faltou inspiração por hoje.

Ano Novo

Na verdade, nunca pensei muito no significado de um ano novo. Eu desejava pras pessoas um ano novo maravilhoso, e blá-blá-blá, mas não pensava muito no ano novo propriamente dito que vinha. Eu desejava, mesmo vendo que, ás vezes, as pessoas ficavam meio sem jeito quando recebiam um "feliz ano novo", parecia que era algo sem valor ou sei lá. Na bem da verdade, desejamos porque achamos que isso faz uma diferença em nós. As pessoas compram roupas novas, brancas pra paz, verde pro dinheiro, amarelo pra energia, vermelho pro amor...como se essas imbecilidades fossem mudar algo mesmo em nossas vidas. Diante disso talvez até possamos nos sentir melhor, mais bonitos, mais confiantes, pois é isso que desejamos e isso tem poder em nós. Renovar a casa, limpá-la, colocar coisas sem utilidade fora, tudo isso é maravilhoso pra nós. Mas simplesmente isso é bom porque muda as coisas. Precisamos de mudanças em nossas vidas. Isso movimenta. Não quer dizer que lavando a casa, tirando essas …

O Tempo

O tempo não passa, voa. Não dá tempo nem de ficar entediada. Quando precisamos fazer nosso dia render, então, ele é mais perspicaz ainda. Basta olhar no relógio, se descuidar por instantes, e pronto. Passou. Quer fazer algo hoje? Dizer algo? Faça logo. Diga logo. A sociedade está cada vez mais apressada e o relógio descontrolado.
      Parece que na minha infância tudo demorava a passar, a tarde era "aquela tarde" em que se brincava, pega-pega, polícia-e-ladrão, elefante colorido, fita, video-game, e ainda dava tempo de dar uma olhada em desenhos. Hoje não. É escola-casa-livros-lazer-cama. Algo a ser adicionado apertará mais ainda tudo. E não é exagero.  Ontem assisti a uma reportagem sobre a quantidade de água que precisamos ingerir para possuir uma boa saúde. Cerca de 2 litros por dia. Eu como adoro esse precioso líquido não tenho problemas com isso, mas sei bem o tempo que me custa toda essa maratona. Só na escola, cheguei a ir quatro vezes em uma manhã só ao banhe…

Pensando...

Ahh, às vezes dá uma baita vontade de escrever algo, mas simplesmente não sabemos o que e nem por quê. Hoje eu tava lendo um livro que trata sobre pensamento positivos e atitudes que nos levam a ter sucesso. E esse livro é permeado de parábolas e shistorinhas que nos brindam com um imenso conteúdo reflexivo. E uma das histórias contava sobre um rei que estava caçando na floresta com seu servo e acabou perdendo um dedo. Seu súdito, sempre humilde, lhe disse que isso era pro seu bem, que Deus sabia o que fazia, e se permitiu isso deveria ser para um motivo maior. O rei furioso, negando Deus, coloca seu servo numa prisão em seu castelo. Um tempo depois o rei vai para a floresta e acaba sendo atacado por uma tribo indígena, que faz sacrifícios humanos para deuses. Essa tribo o captura e prepara todo o ritual. No momento do sacrifício eles percebem que falta um dedo na mão de sua presa. Resolvem soltar o rei, então, já que esse não pode ser oferecido a deuses pois não possui um de…

Os “sucessos” de cada dia

Podemos dizer que nossa vida se resume em ciclos, em começos e fins. Estive pensando sobre isso e cheguei à conclusão de que só não chega ao fim o que não é começado. Então é bom esse começo e fechamento de portas, recomeços, isso movimenta a vida, nos faz crescer como seres humanos. Também podemos dizer que somos brindados com a vida dia-a-dia. A beleza de um céu, de uma árvore, dos pássaros, tudo nos faz pensar como somos ricos e não sabemos, muito menos merecemos. Às vezes perdemos tempo, pensando em como somos infelizes, tal pessoa não nos quer tão bem como a queremos, estamos mal no trabalho, nos estudos...enfim...pensamos só em nós e não podemos, não queremos, não temos força para mudar o que está ocorrendo conosco. Tudo bobagem. Claro, pra quem está de fora e não sente é uma grande bobagem. A verdade é que tudo é uma bobagem mesmo. Nós somos assim, somos bobos,por mais que nos achemos inteligentes, os capazes, quem nunca teve oportunidades de rir de si mesmo? De sua idiotice, s…